Mais espectáculo vem por ai!

outubro 20, 2009 at 11:25 pm Deixe um comentário

imagem arquivo Blog ArteAção

Por Redação Blog ArteAção

A escolha do texto do Itinerário Formativo 1 foi o passo inicial para o que veremos no final do ano no nosso ArteAção. Com muita euforia e muita garra os educandos que foram divididos em três grupos defenderam seus textos dramáticos preferidos. A escolha contou com três livros finalistas o “Viúva Porém Honesta” de Nelson Rodrigues, “Vidigal, Memórias de um Sargento de Milícias” de Millôr Fernandes  e “Milagre na Cela” de Jorge Andrade.  Depois de muito debate todos os educandos chegaram a de escolher um só livro através de uma votação onde cada educando teve direito de optar por um livro de sua preferência.

E o livro vencedor foi o “Vidigal Memórias de um Sargento de Milícias” do autor Millôr Fernandes; o Blog ArteAção conversou com o educando André Soares que falou o que achou da escolha do livro, “achei muito importante, mas espero que o grupo a partir desta escolha fique cada vez mais unido, gerando um grande espetáculo”.

imagem arquivo Blog ArteAção

imagem arquivo Blog ArteAção

imagem arquivo Blog ArteAção

imagem arquivo Blog ArteAção

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Experimentos movimentam o ArteAção O tempo, o Homem e o gesto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


TOP BLOGS 2010 VOTE NO BLOG ARTEAÇÃO

TOP 2

Twitter Casa da Ribeira

NOSSA REDE

outubro 2009
S T Q Q S S D
« set   nov »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

PROJETO ARTEAÇÃO

O projeto ArteAção e um projeto em conjunto do Instituto Ayrton Senna, Casa da Ribeira, COSERN e fundos de Cultura com parceria com as escolas Atheneu e Ulisses de Góis. O projeto elabora com seus alunos oficinas de Interpretação, Cenografia/Figurino, Iluminação e integrando os jovens.

PARCEIROS DO PROJETO – INSTITUTO AYRTON SENNA

Em 1º de maio de 1994 o Brasil perdeu um grande brasileiro e a Fórmula 1 um dos maiores pilotos de todos os tempos. Meses depois do acidente em Ímola, a família de Ayrton Senna iniciou as primeiras providências legais para a criação do Instituto Ayrton Senna. Essa iniciativa veio ao encontro de um sonho do piloto: inconformado com a realidade do país, Ayrton já havia manifestado o desejo de realizar alguma ação concreta para ajudar crianças e jovens - principais vítimas da sociedade desigual - a desenvolverem-se integralmente. Organização não-governamental sem fins lucrativos, o Instituto Ayrton Senna, presidido por Viviane Senna, foi fundado em novembro de 1994. Desde então, sua meta principal tem sido trabalhar para criar oportunidades de desenvolvimento humano a crianças e jovens brasileiros, em cooperação com empresas, governos, prefeituras, escolas, universidade e ONGs. FONTE: INSTITUTO AYRTON SENNA

PARCEIROS DO PROJETO – COSERN

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte - COSERN - tem como objetivo projetar, construir e explorar sistema de produção, transmissão e distribuição de energia elétrica, bem como serviços correlatos. A Empresa vem alcançando níveis de eficiência que a situam como uma das melhores distribuidoras do País, sendo responsável pelo fornecimento de energia elétrica para 100% do território do Estado do Rio Grande do Norte - 167 municípios - atendendo a mais de 800.000 clientes. FONTE:COSERN

A CASA DA RIBEIRA

Testemunha de muitos fatos, o casarão de número 52 da Rua Frei Miguelinho nasceu como uma modesta hospedaria em 1911. Os moradores mais antigos da Ribeira contam que, no primeiro andar, marinheiros, vendedores e boêmios dormiam após fecharem bares pela rua Chile e travessas. Tempos depois, o casarão foi transformado em oficina de navios, sendo posteriormente, por muito tempo, a Padaria Palmeiras, uma das principais panificadoras dos bairros da Ribeira e das Rocas. O prédio também foi uma das primeiras sedes do Armazém Pará, loja especializada no comércio de materiais de construção, tendo sido fechado e desocupado em 1988, quando permaneceu “esquecido” até ser descoberto pelos jovens do Grupo de Teatro Clowns de Shakespere, em 1997. O Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare na época sonhava com um lugar onde pudesse montar e apresentar seus espetáculos e tinha ainda o sonho de oferecer aos artistas e ao público potiguar um espaço para temporadas e festivais. Uma Casa, no sentido mais acolhedor da palavra, que tivesse qualidade técnica acima das já encontradas em Natal. Ao encontrar o prédio que, há 10 anos fechado encontrava-se praticamente em ruínas, o sonho do grupo virou um projeto. Com o patrocínio da iniciativa privada, a partir das leis federal e estadual de incentivo à cultura, o grupo começou a desenhar a idéia da Casa da Ribeira, projetada pelo arquiteto Haroldo Maranhão, de maneira a preservar o valor histórico e ao mesmo tempo revelar a intervenção moderna. FONTE: CASA DA RIBEIRA

Prêmio

Prêmio Top Blogs – TOP 100 E TOP 3

Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 2 outros seguidores

FALE CONOSCO

blogarteacao@gmail.com,* 2009/ 2010 ArteAção todos os direitos reservados Free Page Rank Tool

%d blogueiros gostam disto: