Bate papo com grupo do itinerário formativo 3

março 4, 2009 at 7:03 pm Deixe um comentário

          imagem núcleo de video

 

Por  redação blog arteação

 

            “Rinocerontes” é uma obra idealizada por jovens de escolas públicas que pertencem ao projeto Arteação. Adaptando a obra “O Rinoceronte” de Ionesco, com muita irreverência e muito profissionalismo, o grupo apresentou em Dezembro passado, para educandos das escolas parceiras e para o público em geral. “Rinocerontes” foi dirigida pelo arte educador do Itinerário Formativo 3, Henrique Fontes. A equipe do blog do próprio projeto bateu um papo com o grupo e seu arte educador. Em coletividade o grupo se saiu muito bem frente às perguntas feitas pela equipe.

 

Conversa com o arte educador

Como você se sente como arte-educador desse grupo?

É um grande prazer ser arte-educador e articulador do projeto Arteação. Eu acredito que investir em desenvolvimento humano é o principal, ou deveria ser, de qualquer processo educativo. Eu percebo as mudanças nos educandos e em mim. O teatro como essa ferramenta para o desenvolvimento é fortíssimo e garante consolidação de competências para a vida.

Qual a sua avaliação final, da peça Rinocerontes?

Este foi um enorme desafio para esse grupo que acaba de se formar. Todo o processo foi cheio de dificuldades, mas o que mais me surpreendeu e me alegrou foi a capacidade que os educandos tiveram de superar essas dificuldades. Eles conseguiram resultados riquíssimos e estão cada vez melhores no grupo e em suas áreas específicas. Eu acredito que trabalharemos bastante com a peça ainda para podermos iniciar uma nova temporada ainda mais forte.

Você como arte educador. Como foi todo o processo da peça “Rinocerontes”
 pra você?

O processo foi cheio de altos e baixos. Conversamos o tempo todo e sempre avaliamos onde poderíamos melhorar, isso é fundamental. Acredito que eles passaram por uma transformação que hoje os iniciam em uma carreira de grupo rumo à profissionalização. Acredito neles, e estarei por perto para sempre apoiá-los.

Nos diference seu convívio como o grupo, como arte educador? E como
 pessoa comum?

A gente acaba se envolvendo muito, mas acho que os papéis são
respeitados e isso é fundamental para o desenvolvimento do processo.
Hoje sou além de arte-educador deles, um amigo também. Creio que o teatro traz essa possibilidade de aproximação e estreitando os laços
de amizade, reforçamos também o convívio profissional.

 

Conversa com o grupo

Qual a sensação de apresenta uma peça?  E a mesma por varias vezes?
 
É uma sensação ótima. Bom pra nós, é bom mais sempre ar, um nevos sismo em todas as apresentações, principalmente na estréia de cada peça e no final ou seja na ultima apresentação.
 
Vocês no palco, já se sente atores e atrizes profissionais? Por quê?
 
Sim, o importante pra nós é esta no palco, isso é o que interessa, se sentimos profissionais pelo simples fato de ter estudado muito e aprendido bastante durante o ano. 
 
Como foi todo o processo da peça “Rinocerontes” pra todos do grupo?
 
Bom pra gente o processo foi ótimo, aprendemos bastante a cada aula, apesar dos grandes desafios que tivemos.
 
Pra vocês atores, o que representa o teatro?
 
O teatro pra gente é sanidade, é a vida da gente em dois anos. No teatro as pessoas se soltam, se livra de tudo no mundo, o diferente, o absurdo, você pode ser qualquer coisa.

 
Quem seria capaz de mudar seu próprio visual, para interpreta qualquer um tipo de personagem?
 
Todos nós estávamos dispostos a mudar sim, nosso próprio visual pra interpreta qualquer personagem, por que ator que é ator encara tudo.
 
Sim eu como atriz, estava disposta a tudo ate mesmo raspa a minha própria cabeça, para interpreta meu personagem, mais meu arte educador não quis pois poderia ser ruim pra mim depois.
 
De onde surgiu a idéia de encenar essa peça? E o porquê dessa peça?
 
A idéia foi centrada em todas as realidades do nosso dia a dia, a peça foi escolhida com muita pesquisa, para chega La. Então Rinocerontes é um conjunto de realidades da nossa sociedade. 

 

Como vocês avaliam as apresentações da peça “Rinocerontes”?
 
Por nossa parte foi ótima, mais a cada apresentação não vai ser a mesma coisa, pois nosso sentimento de satisfação muda a cada apresentação..

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Gestor Edson Silva fala em entrevista, do grande sucesso que vem sendo o projeto Arteação. Diálogos em Cena

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


TOP BLOGS 2010 VOTE NO BLOG ARTEAÇÃO

TOP 2

Twitter Casa da Ribeira

NOSSA REDE

março 2009
S T Q Q S S D
    abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

PROJETO ARTEAÇÃO

O projeto ArteAção e um projeto em conjunto do Instituto Ayrton Senna, Casa da Ribeira, COSERN e fundos de Cultura com parceria com as escolas Atheneu e Ulisses de Góis. O projeto elabora com seus alunos oficinas de Interpretação, Cenografia/Figurino, Iluminação e integrando os jovens.

PARCEIROS DO PROJETO – INSTITUTO AYRTON SENNA

Em 1º de maio de 1994 o Brasil perdeu um grande brasileiro e a Fórmula 1 um dos maiores pilotos de todos os tempos. Meses depois do acidente em Ímola, a família de Ayrton Senna iniciou as primeiras providências legais para a criação do Instituto Ayrton Senna. Essa iniciativa veio ao encontro de um sonho do piloto: inconformado com a realidade do país, Ayrton já havia manifestado o desejo de realizar alguma ação concreta para ajudar crianças e jovens - principais vítimas da sociedade desigual - a desenvolverem-se integralmente. Organização não-governamental sem fins lucrativos, o Instituto Ayrton Senna, presidido por Viviane Senna, foi fundado em novembro de 1994. Desde então, sua meta principal tem sido trabalhar para criar oportunidades de desenvolvimento humano a crianças e jovens brasileiros, em cooperação com empresas, governos, prefeituras, escolas, universidade e ONGs. FONTE: INSTITUTO AYRTON SENNA

PARCEIROS DO PROJETO – COSERN

A Companhia Energética do Rio Grande do Norte - COSERN - tem como objetivo projetar, construir e explorar sistema de produção, transmissão e distribuição de energia elétrica, bem como serviços correlatos. A Empresa vem alcançando níveis de eficiência que a situam como uma das melhores distribuidoras do País, sendo responsável pelo fornecimento de energia elétrica para 100% do território do Estado do Rio Grande do Norte - 167 municípios - atendendo a mais de 800.000 clientes. FONTE:COSERN

A CASA DA RIBEIRA

Testemunha de muitos fatos, o casarão de número 52 da Rua Frei Miguelinho nasceu como uma modesta hospedaria em 1911. Os moradores mais antigos da Ribeira contam que, no primeiro andar, marinheiros, vendedores e boêmios dormiam após fecharem bares pela rua Chile e travessas. Tempos depois, o casarão foi transformado em oficina de navios, sendo posteriormente, por muito tempo, a Padaria Palmeiras, uma das principais panificadoras dos bairros da Ribeira e das Rocas. O prédio também foi uma das primeiras sedes do Armazém Pará, loja especializada no comércio de materiais de construção, tendo sido fechado e desocupado em 1988, quando permaneceu “esquecido” até ser descoberto pelos jovens do Grupo de Teatro Clowns de Shakespere, em 1997. O Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare na época sonhava com um lugar onde pudesse montar e apresentar seus espetáculos e tinha ainda o sonho de oferecer aos artistas e ao público potiguar um espaço para temporadas e festivais. Uma Casa, no sentido mais acolhedor da palavra, que tivesse qualidade técnica acima das já encontradas em Natal. Ao encontrar o prédio que, há 10 anos fechado encontrava-se praticamente em ruínas, o sonho do grupo virou um projeto. Com o patrocínio da iniciativa privada, a partir das leis federal e estadual de incentivo à cultura, o grupo começou a desenhar a idéia da Casa da Ribeira, projetada pelo arquiteto Haroldo Maranhão, de maneira a preservar o valor histórico e ao mesmo tempo revelar a intervenção moderna. FONTE: CASA DA RIBEIRA

Prêmio

Prêmio Top Blogs – TOP 100 E TOP 3

Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 2 outros seguidores

FALE CONOSCO

blogarteacao@gmail.com,* 2009/ 2010 ArteAção todos os direitos reservados Free Page Rank Tool

%d blogueiros gostam disto: